Pesquisa rápida
Pesquisa geral Pesquisa clínica Pesquisa industrial
 

Search form

O que está à procura…

O que está à procura…
  • Os nossos produtos
  • As nossas soluções
O que está à procura…
1 Escolha uma
FRANCHISE
2 Escolha uma
APLICAÇÃO
3 Escolha um
PRODUTO

A CNES e a bioMérieux alargaram a sua colaboração relativa ao Aquapad, uma ferramenta única para testar a qualidade da água

18 Outubro, 2017

Segunda-feira, 15 de janeiro, em Marcy l’Étoile (próximo de Lyon), o astronauta da missão Proxima Thomas Pesquet detalhou, durante uma conferência, a sua experiência com o Aquapad que utilizou na Estação Espacial Internacional (International Space Station - ISS). Desenvolvido em conjunto pela CNES e pela bioMérieux, líder mundial na área do diagnóstico in vitro, o Aquapad é um dispositivo inovador para efetuar o diagnóstico microbiológico da água potável dos astronautas. Nesta ocasião, o Presidente & CEO  da bioMérieux, Alexandre Mérieux e Gilles Rabin, Diretor de Inovação, Aplicações e Ciência da CNES, assinaram em conjunto uma declaração de interesses com o objetivo de continuar com esta parceria.
 

O Aquapad baseia-se numa tecnologia de microbiologia seca patenteada pela bioMérieux designada por PAD (Paper-based Analytical Device), capaz de detetar e contar a microflora bacteriana em apenas um mililitro de água. Na presença de bactérias, o astronauta vê aparecer pontos de cor. Portanto, basta-lhe fotografar o PAD com a aplicação móvel “EveryWear” para automaticamente contar as colónias de bactérias presentes na amostra de água. Sendo o resultado do teste tão fácil de interpretar, o astronauta não terá dúvidas sobre a potabilidade da água.
 

Após quatro sessões efetuadas durante a missão Proxima por Thomas Pesquet, a experiência foi efetuada por outros astronautas, entre eles, o astronauta italiano da ESA, Paolo Nespoli, que completou várias sessões para a experiência antes de voltar à Terra, a partir da ISS, em 14 de dezembro último. Uma nova versão, mais ergonómica e mais efetiva do Aquapad também foi testada nos laboratórios da NASA. A CNES adquiriu conhecimentos significativos com o Aquapad e um acordo de cooperação com a NASA está agora na fase final de elaboração. Os resultados são muitos bons e o sistema entrou na sua fase de qualificação. O Aquapad é visto como o dispositivo que será utilizado sistematicamente a bordo do ISS e nos futuros veículos de exploração de espaço. A utilização de Aquapad na Terra também está prevista, com testes planeados na base de investigação em Concordia, na Antártida em parceria com o Paul Émile Victor institute (IPEV).

 

As extensões funcionais da tecnologia nas quais se baseiam o Aquapad também estão sob estudo. Trata-se de "co-inovação" no serviço do setor espacial mas também para a saúde pública. A capacidade de detetar e identificar bactérias diferentes e analisar diferentes líquidos, são exemplos das extensões estudadas.
 

Devido aos excelentes resultados da experiência e do seu futuro promissor, a CNES e a bioMérieux assinaram uma declaração de interesse comum sobre o Aquapad. Esta declaração tem como objetivo continuar a sua parceria com vista a melhorar e alargar os processos de deteção microbiana para testes à água, superfícies, ar e fluidos biológicos, e também a automatização das colheitas e do seu tratamento. Também pavimenta o caminho para o desenvolvimento de outras técnicas de deteção microbiana, nomeadamente, para o diagnóstico de sindromas clínicos (respiratórios, gastro-intestinais e outros) e para testes ambientais.

 

Acerca da CNES

A CNES é o estabelecimento público encarregue de propor ao governo a política especial francesa e de a implementar no seio da Europa. Os seus objetivos são conceber e colocar satélites em órbita, inventar sistemas espaciais do futuro e proporcionar novos serviços, úteis no quotidiano.
 

Fundada em 1961, é a iniciadora de grandes projetos espaciais, lança veículos e satélites, é a parceira de escolha para a indústria, apoiando as exportações e alimentando a inovação. A CNES está a trabalhar noutras aplicações que se dividem em cinco áreas: Ariane, ciências, observação da Terra, telecomunicações e defesa.
 

A CNES é um ator principal na investigação tecnológica, desenvolvimento económico e política industrial de França. Tem também parcerias ciêntificas e está inserida em inúmeras cooperações internacionais.

 

A França, representada pela CNES, é o principal contribuinte da European Space Agency (ESA), encarregue pelos seus 22 Estados-membros de conduzir a política espacial da Europa.

 

Descarregar
Pioneering diagnostics